Brasil eleva número de plantas produtoras de carne habilitadas a exportar à China

11/12/2019

País passa a contar com 62 unidades aprovadas para abastecer o país asiático, que assumiu a liderança nos embarques de aves e porcos

Em novembro, 13 estabelecimentos produtores de carnes nacionais foram aprovados para exportar aos chineses. As aprovações ocorrem à medida que o país asiático lida com uma escassez de oferta de carne suína após seu rebanho ter sido reduzido pela peste suína africana. Com isso, a gigante econômico tem ampliado compras de todas as proteínas de animais, especialmente do Brasil.

Ao todo, Foram aprovadas cinco unidades de suínos, cinco de bovinos e três de aves, informou o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). Entre as plantas habilitadas, duas são da JBS e duas de sua subsidiária Seara. Marfrig e BRF, que já haviam informado anteriormente possuir unidades na listagem chinesa, ganharam aprovação de duas unidades de carne bovina e uma de carne suína, respectivamente.

Agora, o Brasil passa a contar com 16 plantas habilitadas para exportar carne suína à China.
Existem ainda outras 46 unidades para embarques de carne de frango, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que informou ainda que, desde janeiro, o país asiático assumiu a liderança entre os principais destinos das exportações da avicultura e da suinocultura nacionais.

Dados da entidade mostram que, de janeiro a outubro, o país asiático importou 183,1 mil
toneladas de carne suína, alta de 40% frente igual período de 2018, gerando receita de US$
429,8 milhões (+66%).

Para ler a matéria completa, acesse https://bit.ly/2qHZcqW.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

19715 Governo anuncia medida de estímulo ao setor de energia solar Saiba Mais
19714 Países do Brics querem estimular transformação digital de suas PMEs Saiba Mais
19713 CNI: em recuperação, confiança do empresário segue crescendo Saiba Mais