Confiante na retomada, presidente da Gerdau vê preço de aço ainda defasado no mercado

06/11/2020

Os preços do aço no Brasil ainda estão defasados em relação aos níveis do ano passado. A avaliação é de Gustavo Werneck, presidente da Gerdau, que vê também defasagem em relação aos valores praticados no mercado internacional. Ainda assim, o executivo disse que a companhia segue “muito confiante” sobre a retomada da demanda por aços longos no Brasil.

O otimismo de Werneck vem da intensa atividade do setor de construção civil residencial, mas não se limita a isso. Segundo ele, compras no varejo motivadas por reformas, além de projetos de infraestrutura, também são fatores relevantes. “Já vemos a retomada de obras importantes em metrôs de São Paulo e Fortaleza e vemos com otimismo o novo marco legal do saneamento.”

O resultado financeiro do terceiro trimestre, que veio acima do esperado pelo mercado, foi impulsionado pelo desempenho no Brasil e na América do Sul, além de recuperação no mercado norte-americano. Ele ainda reiterou que, apesar dos receios acerca de novas quarentenas, a Gerdau está “bastante otimista sobre a sustentação da demanda para o próximo ano”.

Sentimento positivo
O executivo disse que a Gerdau conseguiu atender todos os clientes no terceiro trimestre, apesar da força da retomada na demanda por aço no Brasil. A procura pelo insumo vai crescer de 6% a 8% em 2021, estima Werneck.

“Em conversas com nossos clientes, a colocação de novos pedidos, lançamentos de empreendimentos imobiliários... tudo isso permite um sentimento muito positivo sobre a perspectiva da demanda por aço no próximo ano”, avalia o presidente da Gerdau.

A companhia, que chegou a desligar alto-forno no Brasil em abril e a reduzir atividade em outras operações, funciona atualmente com 80% de sua capacidade ocupada nas Américas, disse Werneck em teleconferência com analistas do setor.

A matéria original pode ser lida no https://bit.ly/3e85rZj.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

20231 17ª Rodada de Licitações oferece 92 blocos em bacias marítimas Saiba Mais
20230 Indústria de alimentos tem avanço de 10% em Minas no último ano Saiba Mais
20222 À espera da recuperação da economia em 2021 Saiba Mais