Integração entre eólicas e produção de petróleo e gás offshore pode se tornar realidade no Brasil

18/12/2020

A integração entre a geração de energia eólica no offshore e a produção de petróleo e gás natural em campos marítimos pode se tornar uma realidade no Brasil. A avaliação é de Letícia Andrade, presidente interina da Equinor no Brasil, que vê alto grau de maturidade tanto da indústria petrolífera, quanto elevado potencial de desenvolvimento para o segmento eólico.

A executiva reconhece, contudo, que esse cenário é viável, mas ainda uma visão de futuro, já que as eólicas offshore ainda estão dando os primeiros passos no país. “Conseguir gerar energia para as plataformas e integrar eólica offshore a produção de upstream é uma ambição que todos nós queremos e já estamos vendo se tornar realidade lá fora”, diz Letícia Andrade, presidente interina da Equinor no Brasil.

Planos da Equinor
Letícia deu também um breve panorama dos projetos em andamento da companhia que comanda. Entre eles, a Equinor iniciou o licenciamento no Ibama dos parques eólicos offshore Aracatu I e Aracatu II, com 4 GW, sendo 2 GW em cada um e possibilidade de ampliação para 2,33 GW. O plano é instalar o primeiro parque eólico no litoral do Rio de Janeiro e o segundo, entre os estados do Rio e do Espírito Santo.

De fato, são projetos de alta capacidade. A título de comparação, foram instalados 6,1 GW de potência em parques eólicos offshore no mundo ao longo do ano passado, segundo dados do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC, na sigla em inglês).

Na outra ponta da equação, a Equinor atua no campo de Peregrino, sendo responsável pela produção de mais de 200 milhões de barris desde 2001, quando se instalou no país. Agora, a empresa desenvolve um dos maiores projetos do pré-sal da Bacia de Santos: o campo de Bacalhau. “A gente pôde desenvolver uma organização local forte e competente que ajudou na plataforma para os investimentos e planos futuros”, avalia Letícia.

Para ler a reportagem original, clique em https://bit.ly/3nD5fVO. Para ver o vídeo da entrevista completa de Letícia, acesse https://bit.ly/3npQuG5.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

20231 17ª Rodada de Licitações oferece 92 blocos em bacias marítimas Saiba Mais
20230 Indústria de alimentos tem avanço de 10% em Minas no último ano Saiba Mais
20222 À espera da recuperação da economia em 2021 Saiba Mais