Neoenergia contrata financiamento de R$ 3,4 bi com BNDES

11/09/2020

A Neonergia informou, no início de setembro, que obteve aprovação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para acessar um financiamento de R$ 3,4 bilhões para as distribuidoras do grupo. Em paralelo, para a área de energia eólica, foi aprovado um contrato de R$ 715 milhões para investimento no Complexo Oitis. 

O complexo é formado por 12 parques eólicos, localizados no Piauí e na Bahia. Após a entrada em operação, o empreendimento terá uma capacidade instalada de 566,5 MW. As obras possuem previsão regulatória de conclusão até 2023, informa a Neoenergia.

Voltando ao financiamento obtido com o BNDES, o empréstimo terá custo de IPCA mais 3,78% ao ano e prazo de vencimento de até 20 anos. Do total, segundo a Neoenergia, o maior montante será alocado na Coelba, distribuidora de energia elétrica do estado da Bahia, com R$ 1,6 bilhão. Já a operação do complexo eólico tem outras condições: prazo de 24 anos, com carência de até 3 anos, a um custo de IPCA mais 1,33% ao ano.

Bolso cheio

Vale destacar que, em 10 de julho, a Neoenergia já havia captado um empréstimo de US$ 80 milhões, por meio da Celpe. Contratando com a Agência Canadense de Crédito à Exportação (EDC, na sigla em inglês), o financiamento assegura 50% do Capex referente aos projetos em distribuição anos de 2020 e 2021.

Para saber mais, vá até https://bit.ly/3jIjNBb.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

19975 Usiminas faz registro de novas patentes no INPI Saiba Mais
19974 Investimentos em mineração devem somar US$ 40 bi em até 5 anos no Brasil Saiba Mais
19973 Após surtos de Covid-19, frigoríficos aceleram automação nas Américas Saiba Mais