Pesquisa da CNI mostra que 66% da indústria não demitiram

01/06/2020

Encomendado ao Instituto FSB Pesquisa, estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aborda como a indústria lidou com a questão trabalhista diante dos efeitos provocados pelo Covid-19. Apesar de 74% das empresas terem sido impactadas e 82% terem registrado queda no faturamento nos últimos 45 dias, 66% delas não desligaram colaboradores, diz a pesquisa.

Outra boa notícia identificada no levantamento é que, mesmo entre quem demitiu, 78% acreditam que essa medida será temporária. De qualquer forma, 86% relataram que haverá redução de receita no setor industrial como um todo em 2020. Conduzido por telefone, o estudo ouviu 1.017 executivos industriais de todas as regiões do Brasil, de 15 e 25 de maio.

O levantamento traz ainda outras opiniões sobre como executivos do setor enxergam os impactos da crise. Para 77% dos entrevistados, a situação da doença é muito grave (35%) ou grave (42%) no Brasil. Outros 22% disseram que só têm condições financeiras de manter as atividades em funcionamento por mais um mês, enquanto 45% revelaram que esse prazo é de no máximo três meses.

“É possível enxergar a resiliência do empresário industrial nos dados trazidos pela pesquisa. A demissão é uma das últimas opções e, por isso, é preciso dar condições para evitar que os executivos cheguem a esse ponto”, afirma Robson Braga de Andrade, presidente da CNI.

Os dados mostram que as medidas trabalhistas, que resultaram em mais de 8 milhões de acordos individuais para redução de jornada e salário e suspensão de contratos de trabalho, foram importantes para a preservação de empregos”, completa.

Mais dados
Para garantirem a preservação dos empregos, muitos empresários foram obrigados a reduzir a jornada de trabalho com diminuição proporcional dos salários ou suspenderem os contratos, ações permitidas pela Medida Provisória 936, promulgada no inicio de abril. O estudo da CNI revela que 56% dos empresários recorreram aos programas oficiais do governo federal e 53% renegociaram com fornecedores.

Para ter acesso a mais dados da pesquisa da CNI, acesse https://bit.ly/2ZNKmyb.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

17916 Indústria da transformação perde espaço, de acordo com estudo do IBGE Saiba Mais
17915 Geração eólica no Brasil atinge 16 GW de capacidade instalada Saiba Mais
17914 Governo publica normas obrigatórias para prevenir Covid-19 em frigoríficos Saiba Mais