Economia circular contribui para inovação na indústria

01/07/2021

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que 76,5% das indústrias desenvolvem alguma iniciativa de economia circular, embora a maior parte não saiba que as ações se enquadram nesse conceito. Entre as principais práticas estão a otimização de processos (56,5%), o uso de insumos circulares (37,1%) e a recuperação de recursos (24,1%). A pesquisa também mostrou que 88,2% dos entrevistados avaliaram a economia circular como importante ou muito importante para a indústria brasileira.

E a questão transborda a busca por eficiência. Levantamento sobre o perfil dos consumidores brasileiros, também da CNI, mostra que 38% dos entrevistados sempre verificam ou verificam às vezes se os produtos foram produzidos de forma ambientalmente correta. A pesquisa revela que os brasileiros também têm mais consciência sobre o destino do lixo. O número de pessoas que separa o lixo para a reciclagem cresceu de 47%, em 2013, para 55% no ano passado.

Aço sustentável
A produção do aço é um dos setores que tem como foco a economia circular, que associa desenvolvimento econômico ao melhor uso de recursos naturais por meio de novas oportunidades de negócios e da otimização na fabricação de produtos. A ideia é depender menos de matéria-prima virgem, priorizando insumos mais duráveis, recicláveis e renováveis. Empresas como a ArcelorMittal investem em pesquisa e desenvolvimento para fabricar produtos reutilizáveis.

Leia mais na reportagem da Agência CNI de Notícias em https://bit.ly/35XjldI.

Interessado no tema da sustentabilidade na indústria? Não perca nosso encontro Agenda ESG: Negócios de valor, no dia 15 de julho, às 17h. Saiba mais em https://bit.ly/364n3Ce

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

20939 Indústria 4.0: adoção de tecnologias fornece melhor conectividade e vantagem competitiva Saiba Mais
20938 Indústria da transformação e de serviços produtivos devem gerar 700 mil empregos até 2031 Saiba Mais
20937 Reforma tributária trará maior competitividade internacional para a indústria, acredita a CNI Saiba Mais